Trabalhar com o Autismo

Mais um mês especial se iniciou: abril. Um dos doze meses especiais do ano. Sim, todos os meses são especiais, toda semana é memorável, cada dia é singular. A cada novo dia de trabalho me surpreendo positivamente com as crianças (adolescentes/adultos) que me ensinam a viver de forma plena, desacelerada, intensa. Sou grata por aprender na prática o que vem a ser o autismo, desmistificando a teoria ultrapassada de que são pessoas sem contato visual ou ainda, sem afetividade. A cada dia me provam o contrário, através do sorriso espontâneo, do olhar envergonhado, do beijo inesperado, do abraço apertado…

Atender crianças com autismo é reinventar formas de ensinar as mesmas coisas, é dar tempo ao tempo, é saber esperar. É vibrar com as pequenas (grandes) conquistas diárias, como escovar os dentes, vestir-se sozinho ou aprender a dar nó.

Atender crianças com autismo é descobrir outras formas de explorar o mesmo objeto, é sentir intensamente o ambiente, com seus cheiros, sons, cores e texturas. É utilizar a brincadeira como recurso para interagir e descobrir grandes potenciais!

Atender estas crianças torna-me uma pessoa muito melhor, pois sei que elas dão o melhor de si. O melhor de ser apenas CRIANÇA.

 

Caroline Fracaro – Terapeuta Ocupacional

Copyright 2017 •